Notícias:
latest

CONCEIÇÃO DO JACUÍPE; SECRETÁRIA DE SAÚDE FAZ BALANÇO SOBRE A GESTÃO DA SAÚDE E FALA SOBRE AS AÇÕES ADOTADAS NO ENFRENTAMENTO AO CORONAVÍRUS



MEUS CAROS COLEGAS PROFISSIONAIS DE SAÚDE, ESTIMADA POPULAÇÃO CONJACUIPENSE
Ao longo de quase 2190 dias (6 anos) de trabalho diário, contínuo e exaustivo, frente à gestão do SUS MUNICIPAL em Conceição do Jacuípe, conseguimos alcançar coberturas de programas de atenção primária (PSF), inclusive com a implantação de unidades satélites nas comunidades do Oitizeiro, Vila Esperança, Poronga, Joel Caetano e instalação do atendimento mensal nas comunidades das Lages, Korea, Tabuleiro e Cajá.
Foram implantados e ampliados diversos serviços e programas, com destaque especial: O SAMU; Centro de Especialidades; Centro de Atendimento à mulher; Centro Municipal de Fisioterapia; Implantação da sala de estabilização, do PPP humanizado, serviço de imagem, prontuário eletrônico (PEC) e laboratório de análises clinicas do HACM; Implantação do PEC na rede de atenção básica; Implantação do Serviço de Atendimento Domiciliar; além de melhorias e reestruturação de unidades de saúde já existentes.
O Sistema Municipal de Saúde conta com um total aproximado de 390 servidores e no decorrer de toda gestão, estima-se um total aproximado de abertura de 15 PADs (processos administrativos disciplinares) para apuração de faltas graves (acumulação indevida de cargos públicos, abandono de serviço, condutas desidiosas reincidentes, e outros) para aplicações de penalidades administrativas previstas em Lei.
No ano de 2020, o mundo, de forma exponencial, inicia o enfrentamento a pandemia do CORONAVÍRUS. Exatamente no dia 25/02, o Brasil registrou o primeiro caso confirmado da COVID/19 no Estado de São Paulo. Daí em diante, no Brasil instalou-se então um estado de pânico, pavor e desespero da população nacional, especialmente, na busca de proteção e combate a essa doença que se apresentou de forma devastadora.
Em que pese à inexistência de casos confirmados no município, desde o registro do primeiro caso no Estado da Bahia (06/03), a Secretaria Municipal de Saúde já havia construído o PLANO MUNICIPAL DE CONTINGÊNCIA PARA ENFRENTAMENTO DA COVID/19. Os fluxos de atendimentos foram redefinidos nas unidades e a USF do Belo Horizonte, passou a funcionar com horário estendido, de domingo a segunda (8h às 22h). No HACM, houve separação de fluxo de atendimento para possíveis casos suspeitos e/ou confirmados. Saliente-se que desde o início da pandemia, TODAS as unidades e TODOS os profissionais de saúde sempre tiveram a disposição para uso TODOS os EPIs necessários e preconizados pelo MINISTÉRIO DA SAÚDE e de acordo aos seus protocolos. Apesar do caos que se instalou no Brasil pela falta, notadamente, de máscaras de proteção e de álcool gel a 70%, em Conceição do Jacuípe não enfrentamos essa situação, sofremos sim com a dificuldade para aquisição, mas falta não existiu.
No dia 13 de março do corrente ano, recebi a notícia a respeito da viralização de matérias inverídicas (FAKE NEWS) acerca do suposto primeiro caso confirmado de CORONAVÍRUS em Conceição do Jacuípe, em junho a divulgação, ainda pior, de confirmação do primeiro óbito por COVID/19 no hospital municipal. Tratei de desmentir os casos e tranquilizar a população, tentando pacificar e conter o pavor e o desespero instalados. No dia 03 do corrente mês, foram publicadas matérias que traziam em seu bojo uma série de acusações, difamatórias, injuriosas, inverídicas e caluniosas contra a gestão da saúde municipal e sua equipe.
Ora meus caríssimos, num momento de completo desequilíbrio emocional e psíquico, onde todos, indistintamente, estão enfrentando um inimigo invisível, num estado de total desespero, insegurança e medo, entender por que ainda existem pessoas que insistem em continuar na prática da maldade, da perversidade, do ódio e da vingança desmedida, é mesmo complicado!! Será que é pra isso que Deus permitiu que vivêssemos tudo isso??? Enganam-se os que pensam assim! Não estamos na linha de frente por acaso, fomos “escolhidos”, vivemos lutas diárias, não só pela vida de uma população, mas também na busca de sobreviver e, ao final, sair de tudo isso maiores e muito melhores! Deixo a reflexão.
Por essas razões e pela prática de crimes contra honra e divulgação de noticias falsas, providências judiciais já estão sendo tomadas, sobretudo no âmbito criminal. Agiremos com a proteção da Lei, a fim de repudiar e repelir ataques que, sem fundamento visam apenas conturbar o serviço público, além de causar um maior desgaste ao ter que atuar simultaneamente nessa luta e na batalha honrada e diária na preservação de vidas e na proteção e segurança de todos os profissionais, frente a essa devastadora pandemia.
Agradeço a atenção de todos,
Zenaildes Lisboa – Secretária Municipal da Saúde
FONTE: ASCOM
« Voltar
Próximo »

Nenhum comentário