Notícias:
latest

SUSPEITO DE VANDALIZAR BUSTO EM HOMENAGEM A IRMÃ GILDA DIZ QUE AGIU “A MANDO DE DEUS”

(Foto: Elói Corrêa/GOVBA)


O busto que homenageia a ialorixá Gildásia dos Santos e Santos, a Mãe Gilda de Ogum, foi vandalizado na quarta-feira (15), no Parque do Abaeté, no bairro de Itapuã, em Salvador. A filha de Gilda, a Ialorixá Jaciara Ribeiro, denunciou o ato de intolerância religiosa nas redes sociais. Em um vídeo, ela protestou contra o ataque.

“Eu estou aqui no busto de mãe Gilda. Eu recebi uma ligação da gestora dizendo que um homem veio aqui, depredou e quebrou tudo. Ele foi algemado, a polícia está aqui. Em um momento de pandemia, com tanta dificuldade, o busto de mãe Gilda é depredado. Ele disse que foi ‘a mando de Deus’. Que Deus é esse? São 21 anos da morte de Mãe Gilda e ainda assim esse ódio religioso não acaba”, lamentou.

Esta não é a primeira vez que o monumento é alvo de vandalismo. Em 2016, o busto foi atacado quando passava por uma reforma. Mãe Gilda morreu em 2000, após sofrer um infarto decorrente de uma série de violências e difamações contra ela e os filhos de santo.

A ialorixá fundou o Terreiro de Candomblé Ilê Axé Abassá de Ogum, nas imediações da Lagoa do Abaeté, em Itapuã, no ano de 1988. Mãe Gilda ainda foi ativista social e teve participação forte em ações que pediam melhorias do bairro de Nova Brasília de Itapuã.


« Voltar
Próximo »

Nenhum comentário