O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) iniciará, no dia 20 de agosto, o projeto-piloto para implantação da prova de vida pelo celular, através de "selfie". A biometria facial permitirá que aposentados e pensionistas façam a comprovação de vida sem sair de casa.
Nesta primeira etapa, cerca de 500 mil beneficiários irão participar do teste. A expectativa do INSS, no entanto, é de que o serviço esteja disponível para todos os pensionistas até o final deste ano, caso o projeto tenha resultados positivos.
A biometria facial vai usar dados do Departamento Nacional de Trânsito e do Tribunal Superior Eleitoral. Dessa forma, os escolhidos para o teste deverão ter carteira de motorista e títulor de eleitor. Os selecionados terão acesso exclusivo a uma nova versão dos aplicativos Meu INSS e Governo Digital e poderão fazer a prova de vida usando a câmera do celular.
Mesmo sendo um projeto-piloto, aqueles que participarem dessa primeira etapa já terão o procedimento efetuado. Atualmente, a prova de vida presencial está suspensa no país, devido à pandemia de Covid-19.