Mais uma pré-candidata à Prefeitura de Salvador foi entrevistada pelo Linha de Frente nesta quinta-feira (20/8). Dessa vez, Eleusa Coronel (PSD) explicou o que motivou o lançamento do seu nome da disputa, falou sobre a influência do seu marido, o senador Angelo Coronel, na sua eventual gestão e dos seus planos para a cidade. 
Em resposta ao jornalista Matheus Carvalho, a pré-candidata afirmou que não tem como referência outras mulheres lançadas politicamente pelos companheiros, como Rosinha Garotinho e Sueli Campos. "Não sei se felizmente ou infelizmente, não me identifico com elas. A minha referência chama-se 'meu coração', meu coração de mulher". 
Sobre a a possibilidade de ter Angelo Coronel como um apoiador direto na sua gestão, caso seja eleita, Eleusa afirmou que vê isso com bons olhos. "Nunca assumi um cargo no Executivo, nunca fui uma gestora no sentido das contas públicas. Sei que o orçamento da cidade é imenso, mas sei que vamos precisar de muito mais para ajudar. Então, tenho certeza de que o senador da República vai poder ajudar e muito. Trazendo o que puder para nossa capital. Além dele fazer as ações dele a nível estadual, com certeza será muito atuante para a gente administrar Salvador", disse. 
ASSISTA ENTREVISTA NA ÍNTEGRA:
FONTE:ARATUON