O padre Antônio Firmino, da paróquia de São João Batista, em Visconde de Rio Branco (MG), pediu desculpas publicamente nesta terça-feira (25/8), após o vídeo de uma missa realizada por ele viralizar. O religioso disse na cerimônia do último domingo (23) que aqueles que não estavam frequentando a igreja durante a pandemia de coronavírus deveriam morrer.
Segundo o Portal Uol, ele classificou o comentário como "infeliz". "Tenho que pedir desculpas para aquelas pessoas que se sentiram ofendidas com as minhas palavras. Quem me conhece, sabe que sou aquela pessoa que luta pela vida plena. Desde a concepção até seu fim natural. Neste tempo de pandemia, eu tenho me empenhado para preservar a vida em todos os sentidos", disse Firmino.
O padre pediu para que os fiéis o perdoassem pelo erro e que rezassem por ele, já que "sou fraco também". "Sou pecador e tenho as minhas misérias e preciso ter misericórdia de todos vocês", encerrou o religioso