Notícias:
latest

JEREMOABO: CHEFE DE GABINETE DO PREFEITO AMEAÇA JORNALISTAS DE MORTE




O chefe de gabinete da prefeitura de Jeremoabo, Antonio Jadson do Nascimento, ameaçou de morte jornalistas da região nordeste do semiárido baiano. O fato pode ser comprovado em registros de áudio que circulam pelas redes sociais do município desde a última sexta-feira. O próprio integrante da gestão municipal confirmou a autoria das ameaças, pedindo desculpa aos profissionais de imprensa e a toda a população da cidade. Segundo Jadson, ele estava sob surto.

Nos áudios, o chefe de gabinete do prefeito Deri do Paloma (PP) diz que os jornalistas "denigrem" a imagem da administração e afirma que resolverá as questões "na bala". As mensagens são direcionadas aos profissionais Chico Sabe Tudo, Douglas Santos e Adalberto Vilas-Boas, mais conhecido como Beto do Caju, que fazem cobertura política em Jeremoabo, Paulo Afonso e região.

"Chico Sabe Tudo, vá tomar no c*, você e toda a imprensa. E, se 'zoadar', vai tomar tiro na cara. E bota aí no ar, que eu quero ir aí em Paulo Afonso matar você, que eu estou com vontade de matar gente e beber o sangue. Corno! Seu vagabundo", gritou Jadson.

"Beto do Caju, quem está falando é Dr. Jadson. Você não disse que é homem? Traga ele sexta-feira, para eu matar você e ele. Vou atirar na sua cara e na dele. Você vai ver o que é homem", ameaça o chefe de gabinete, em outro áudio, direcionado a Adalberto Vilas-Boas e ao repórter Douglas Santos.

Os jornalistas Adalberto Vilas-Boas, nesta segunda, e Douglas Santos, na última sexta, registraram queixa, na Delegacia de Jeremoabo, contra o chefe de gabinete da prefeitura. Segundo Beto do Caju, ele não foi procurado para um pedido de desculpas. "Não tem caráter, escrúpulos. A gente está em uma decepção. A cidade toda. Na verdade, a região".

O presidente da Associação Bahiana de Imprensa (ABI), Ernesto Marques, ligou para os jornalistas, se colocou à disposição para ajudar e pediu para que os colegas não entrassem em confronto, deixando a Polícia e a Justiça cuidarem do caso.

Na tarde desta segunda-feira (28), em tom de voz bem mais moderado, Antonio Jadson se desculpou com os jornalistas. "Eu surtei. Não era eu. Não sei explicar o que aconteceu. Eu não sou disso. As pessoas me conhecem. Nunca agredi ninguém, nunca dei um murro em ninguém. Muito menos tirar a vida de uma pessoa. Queria pedir desculpas a eles e a toda a sociedade de Jeremoabo", disse.

Jadson afirmou estar abalado com toda a situação e contou estar ingerindo medicamentos. "Estou triste e envergonhado. Estou tomando remédios para lidar com os efeitos psicológicos disso tudo. Não estou bem. Peço desculpas. Por favor, transmitam meu pedido de desculpas", afirmou o chefe de gabinete. 

Foto: PCS Com informações do site Bahia Notícias 

« Voltar
Próximo »

Nenhum comentário