A população de Santo Antônio de Jesus, a 190 km de Salvador, foi surpreendida na noite da quarta-feira (17/3) com a volta pra casa de um adolescente de 17 anos que havia sido dado como morto. David dos Santos Souza conseguiu retornar para seus familiares dias depois da criação de uma vaquinha que ajudaria a arcar com seu próprio funeral.

Tudo começou no mês de janeiro, após o adolescente sair de casa acompanhado de um amigo, Ícaro Carvalho dos Santos. A ideia da dupla era trabalhar em Caraíva, distrito do município de Porto Seguro. Os amigos deveriam permanecer na localidade durante o período de dois meses. Porém, desde então, familiares dos dois perderam o contato com eles.

Na noite da última segunda-feira (15/3), a notícia que todos temiam chegou. Os parentes dos garotos foram informados que eles haviam sido brutalmente assassinados em uma comunidade indígena. O pai de Ícaro chegou a fazer um desabafo no Facebook, afirmando acreditar que os amigos foram mortos por uma facção criminosa que se disfarça de indígenas em Caraíva. 

Após o desabafo, a população, então, se mobilizou nas redes sociais para conseguir o dinheiro necessário para custear as despesas de funeral e locomoção dos corpos. Para a surpresa e felicidade do povo santo-antoniense, David retornou para casa. Sem fazer ideia que havia sido dado como morto, o adolescente foi surpreendido com uma multidão, como mostra o vídeo abaixo: 

Ele contou que, embora tenha viajado com Ícaro, seus caminhos se distanciaram após passarem por apuros. O jovem argumentou, sem detalhes, que chegou a ser amarrado e ameaçado de morte por desconhecidos, passando uma noite na escuridão em um mangue para conseguir sobreviver.

"Eu não sabia de nada e vim certo de que meu 'brother' Ícaro já estaria aqui me esperando. A gente se separou justamente por isso. Foi no momento que me amarraram e amarraram ele, entendeu?! Aí ele apontou e negou [a arma]. Quando eu vi que negou eu torei a corda no braço na maior força que tive e 'meti o pé'. Ele foi por uma aldeia e eu fui para o caminho da praia. Eu cheguei a ver ele sendo arrastando de novo”, contou ele ao Blog do Valente. 

Essa situação teria ocorrido na madrugada da segunda-feira. "Passei a noite em um mangue e, de lá pra cá, não soube mais de Ícaro", sustentou. Ao ser informado sobre a vaquinha, David brincou, dizendo: “estou vivo, dá esse dinheiro pra mim. O sentimento é gratidão de todos que estão do meu lado”, concluiu. Ele revelou que não entrou em contato com a família durante todo esse tempo porque estaria sem celular.  

Fonte:BLOG DO VALENTE