Notícias:
latest

DESESPERO: GAROTA DE DOIS ANOS É ARREMESSADA DO 1º ANDAR APÓS ESTRUTURA DE PRÉDIO DESABAR

 

 

Uma equipe do Corpo de Bombeiros foi chamada e técnicos da Defesa Civil de Salvador (Codesal) chegaram pouco depois do acidente. O órgão condenou o prédio por causa do alto risco de desabamento. Os moradores dos imóveis vizinhos foram retirados sem conseguir levar nada.

Os engenheiros da Codesal e Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur) avaliam o que pode ser feito com o prédio. Aos fundos existe um córrego, que pode ter contribuído para o desabamento. Mas, segundo a Defesa Civil, a construção também é irregular.

“É uma construção executada sem a técnica devida, sem o acompanhamento de um profissional habilitado pelo CREA [Conselho Regional de Engenharia] ou pelo CAU [Conselho de Arquitetura e Urbanismo], feita de forma inadequada, em uma localidade irregular próxima a um canal. Essa soma de fatores pode ter ocasionado, sim, essa inclinação que possivelmente estará no fim por tombamento”, disse Sósthenes Macedo, diretor da Codesal.

“A edificação está colapsada e que precisaria passar por esse desfecho de retirada para garantir a segurança dos proprietários e moradores das edificações laterais”, completou.

Até o final da manhã desta terça-feira, cinco famílias haviam sido notificadas pela Codesal e cadastradas pela Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza (Sempre) para ter acesso ao abrigo e auxílio financeiro.

Uma retroescavadeira da prefeitura foi utilizada para realizar a demolição da edificação e evitar que outros imóveis sejam atingidos ou ocorra acidente mais grave com algum morador.

 

FONTE: G1

« Voltar
Próximo »

Nenhum comentário