Notícias:
latest

Bolsonaro critica pensões a anistiados políticos: 'Dinheiro suado, do povo ordeiro'

O presidente Jair Bolsonaro criticou, neste domingo (4), em postagem no Facebook, as pensões pagas a anistiados políticos. “Até hoje, a União gastou R$ 9,9 bilhões com indenizações e pensões pagas a anistiados ‘políticos’. Dinheiro suado, do povo ordeiro e trabalhador, pago a 39.370 pessoas ditas perseguidas e autointituladas defensoras da democracia”, escreveu Bolsonaro. “Nunca no mundo um país foi tão roubado quanto o Brasil na era PT (2003 a 2016) por um projeto de poder e enriquecimento”, completou. Esta foi mais uma manifestação do presidente em menos de uma semana sobre temas relacionados à ditadura. Na última segunda-feira (29), Bolsonaro disse que poderia “contar” ao presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz, como seu pai desapareceu. Na última quinta-feira (1º), trocou integrantes da Comissão sobre Mortos e Desaparecidos Políticos. (Bahia.ba)

« Voltar
Próximo »