Notícias:
latest

MONSTRUOSIDADE: HOMEM MATA E ESQUARTEJA A MÃE E DEPOIS VAI PRA IGREJA REZAR

O homem de 30 anos, suspeito de matar, esquartejar e esconder o corpo da própria mãe em uma mala, em Santa Luzia, na região metropolitana de BH, foi detido em uma igreja, cinco horas após o crime. De acordo com a investigação, o rapaz tem transtornos mentais e já foi preso por estupro de vulnerável, em 2012, e uso de documentação falsa.
Após o assassinato, o suspeito teria ido a uma sessão de psiquiatria, onde ficou por duas horas e não disse nada sobre o crime. Em seguida, ele voltou para a casa da irmã, onde tomou banho e foi para a igreja rezar.
O corpo esquartejado foi encontrado dentro de uma mala, em um terreno na divisa com Santa Luzia, na região metropolitana, na noite dessa sexta-feira (24). De acordo com a polícia, a cabeça não foi localizada.
Segundo a Polícia Militar, uma pessoa encontrou a mala e ligou para o 190. Os militares isolaram o local e chamaram a perícia. No local do crime, foram encontradas uma sacola e uma caixa de papelão, que estavam ao lado da mala e tinham partes do corpo.
Em entrevista coletiva na tarde deste sábado, a delegada Adriana Rosa, da DHPP (Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa) de Santa Luzia, deu detalhes sobre a investigação. Familiares contaram à polícia que as brigas eram constantes entre o filho e a mãe. Ela queria que ele trabalhasse.
No entanto, em depoimento, o homem apresentou falas confusas e não esclareceu a motivação do crime. “Não sabemos se é por conta dos transtornos, ou remédios, ou pelo consumo de drogas, já que ele foi preso com uma pequena porção, mas ele disse coisas desconexas neste primeiro depoimento”, explicou a delegada. O homem será ouvido novamente.
Ainda segundo a delegada, o suspeito tem passagens na polícia pelos crimes de falsificação de documento e estupro de vulnerável. Por conta do último, ele ficou preso por dois meses em 2012, sendo detido em setembro daquele ano e liberado em novembro.
« Voltar
Próximo »

Nenhum comentário