Notícias:
latest

HOMEM MORRE ASFIXIADO APÓS SER PRESO EM PORTA MALAS POR POLICIAIS DA RODOVIÁRIA FEDERAL


MPF instaurou inquérito para apurar causa da morte


Foto: Reprodução

Um homem foi morto na quarta-feira (25) durante abordagem de policiais rodoviários federais. O Ministério Público Federal (MPF) abriu procedimento para acompanhar as investigações sobre os fatos que culminaram na morte de Genivaldo de Jesus Santos, 38 anos, no município de Umbaúba, no interior da capital de Sergipe, Aracaju.

O MPF requisitou informações à Delegacia de Polícia Civil de Umbaúba e os órgãos precisam enviar a resposta ao MPF dentro das próximas 48 horas. Foi solicitado à Polícia Federal que instaure inquérito ou informe o número do inquérito que tenha sido instaurado para apurar os fatos. E também solicitou à Polícia Rodoviária Federal informações sobre processo administrativo instaurado para fins de apuração da abordagem policial.

Imobilizado o homem é colocado dentro do porta-malas da viatura da Polícia Rodoviária Federal, onde morreu. Um laudo do Instituto Médico Legal, divulgado nesta quinta-feira (26) mostra que a causa da morte foi devido à asfixia mecânica e insuficiência respiratória aguda.

Os agentes da Polícia Rodoviária Federal envolvidos na abordagem admitiram o uso do spray de pimenta e gás lacrimogêneo, segundo boletim divulgado pela PRF nesta quinta. Os agentes afirmaram, entretanto, que Genivaldo faleceu “possivelmente devido a um mal súbito”.

Um vídeo que circula na internet mostra no início da ação que os policias verificam a documentação de Genivaldo e em seguida prosseguem com a revista. A vítima, que aparece vestida com uma camisa vermelha e bermuda jeans, levanta as mãos e as coloca na cabeça, permitindo a abordagem. Neste momento, no entanto, começa a ouvir xingamentos por parte dos agentes. Incomodado, Genivaldo tenta se desvencilhar do policial.

 

Em outro trecho, a vítima já aparece no chão, com dois policiais em cima dele. Um tenta imobilizá-lo colocando a perna em seu pescoço. Outro agente se aproxima armado. Ainda no chão, Genivaldo é amarrado nas pernas e nas mãos e levado para o camburão da viatura. As pernas de Genivaldo ficam do lado de fora, enquanto um dos policiais pressiona a porta do local. Neste mesmo momento, é possível verificar uma fumaça saindo de dentro do veículo. A vítima começa, então, a gritar. Populares que gravavam a ação comentam “ Eles vão matar o cara”.

Contudo a Polícia Rodoviária Federal emitiu uma nota e informou que um homem de 38 anos resistiu ativamente a abordagem de uma equipe PRF e que, "em razão da sua agressividade", foram usadas técnicas de imobilização. "ele foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil. No entanto, durante o deslocamento, passou mal, foi socorrido e levado para o Hospital José Nailson Moura, onde posteriormente foi atendido e constatado o óbito".


 

« Voltar
Próximo »

Nenhum comentário