Notícias:
latest

PROGRAMA DE INTERCÂMBIO LEVARÁ ESTUDANTES BAIANOS PARA OS EUA

 

Jovens da Rede Pública do Ensino Médio provaram que é possível virar o jogo

Foto: Divulgação


Três estudantes baianos foram selecionados para o programa Jovens Embaixadores 2022, iniciativa voltada para alunos brasileiros do Ensino Médio da rede pública, que vai levar um representante de cada estado do Brasil para um intercâmbio nos Estados Unidos (EUA).


Camily Guimarães Carvalho, de Camaçari, Jhudy dos Santos Souza, de Dias d’Ávila, e Yasmin Manenti de Moraes, de Eunápolis, são os baianos que estão entre os 50 selecionados. O programa, criado em 2002, é uma iniciativa do Departamento de Estado dos EUA no Brasil, que tem como alvo jovens empreendedores que, por meio de iniciativas e ações criativas e inovadoras, geram benefícios e ajudam a promover o bem-estar social.


 A jovem Yasmin Manenti de Moraes, de 16 anos, residente de Eunápolis, estudante do Centro Territorial de Educação Profissional da Costa do Descobrimento, contou ao Bahia Notícias sua reação ao saber que foi aprovada no programa. "Eu estava estudando num feriado e abri o meu e-mail no momento em que minha internet caiu e vi a mensagem. De início eu não acreditei, pensei que fosse um hacker, então não dei tanta atenção. Quando a internet voltou, eu olhei com mais calma e vi que eu fui realmente selecionada, olhei várias vezes e na quinta vez a ficha caiu e eu não tive outra reação a não ser chorar. Depois disso eu liguei para todas as pessoas que me apoiaram, super alegre", conta.


Yasmin conta que a preparação para a seleção começou antes mesmo da inscrição. Uma das etapas do projeto é uma prova oral em inglês com a banca avaliadora local e o comitê nacional.


"Como eu sabia que o programa era muito concorrido, a preparação começou antes mesmo da inscrição, o inglês estava na ponta da língua, não fiz cursinho, mas fiz minha lição de casa. Eu sabia que a prova não ia ser sobre verbo ou gramática, e sim algo sobre nosso cotidiano, que deveria ser respondido em inglês", explica.


Com pretensão de cursar medicina, a jovem diz que seu maior sonho é deixar um legado para os jovens brasileiros através da educação. “Quero mostrar para os jovens de baixa renda que é possível alcançar nossos sonhos, quando se tem foco e a ajuda de pessoas que mostram os melhores caminhos. Muitos dizem que estudantes de escola pública são desinteressados, outros dizem que não temos futuro porque a educação é de péssima qualidade, mas eu digo: 'olhem os resultados'. Nós somos a força do futuro", conclui.


Caso a viagem seja autorizada pelo Departamento de Estado dos EUA, ela ocorrerá entre 28 de junho e 1º de julho de 2022.

Fonte: Bahia Notícias

« Voltar
Próximo »

Nenhum comentário